O mundo não é mais plano - é multidimensional

Hu Yoshida

Vice-presidente e Chief Technology Officer da Hitachi Data Systems

Maio de 2013 - Em 2005, Thomas Friedman publicou o livro "O Mundo é Plano", em que descreve como a globalização mudou a economia graças à Internet e aos softwares de fluxo de trabalho. Alguns dos eventos foram a queda do muro de Berlim, que suspendeu restrições quanto ao acesso à tecnologia, o Netscape, o outsourcing, o insourcing, o offshoring e as cadeias de abastecimento. Ele escreveu sobre a epifania que teve em um campo de golf na Índia, onde empresários de Bangladesh e do Vale do Silício estavam conectados e trabalhando em colaboração a longas distâncias e em fusos horários diversos.

Thomas Friedman publicou recentemente o artigo "It’s a 401(K) World" (Um Mundo 401(K)) na edição de 30 de abril do New York Times, em que revisita esse mundo e percebe que ele mudou drasticamente. Nesse artigo ele observa que nos últimos 10 anos fomos de um mundo conectado a um mundo hiperconectado. Segue um trecho do artigo em tradução livre:

"Sempre fico impressionado com o fato de que o Facebook, o Twitter, o 4G, os iPhones e iPads, a banda larga de alta-velocidade, os onipresentes celulares alimentados por redes sem fio e habilitados para a navegação na internet, a nuvem, o Big Data, os aplicativos para celular e o Skype não existiam ou estavam apenas engatinhando há uma década, quando eu escrevi um livro chamado "O Mundo é Plano". Tudo isso surgiu desde então, e a combinação dessas ferramentas de conexão e criatividade criou uma plataforma global de educação, comércio, comunicação e inovação na qual as pessoas são capazes de lançar iniciativas, trabalhar de forma colaborativa, aprender coisas, fazer coisas (e destruir coisas) com mais pessoas do que nunca.

Isso realmente dá poder ao indivíduo a fazer mais, mas com uma grande diferença: muito mais responsabilidades agora pesam sobre esse indivíduo. É por isso que Thomas faz essa relação com o mundo 401 (K) (referência a um tipo de plano de previdência adotado principalmente nos Estados Unidos), em que as companhias não mais oferecem fundos para a aposentadoria; nós é que temos a responsabilidade de investir em nossa própria aposentadoria. Alguns investirão bem, outros não. Parece que as condições de igualdade previstas no "Mundo Plano" agora se tornaram multidimensionais, com o conhecimento e poder que garantem aos indivíduos.

O futurólogo Ray Kurzwell apontou em um artigo na Time Magazine em março de 2012 que "uma criança na África com um smartphone tem acesso a mais informações que o Presidente dos Estados Unidos 15 anos atrás." Isso pode ser bastante importante para essa criança, porém, ao mesmo tempo, alguém em uma posição mais adequada poderia utilizar essas informações de maneira mais eficiente.

Conversei recentemente com uma grande empresa no setor de planos de saúde nos Estados Unidos que atualmente se prepara para cumprir o prazo de 2014 para o Ato de Proteção ao Paciente e Saúde Acessível (Patient Protection and Affordable Care Act - PPACA), promulgado em 2010. Buscando tornar os cuidados com a saúde acessíveis a todos os cidadãos, esse ato oferece uma base de opções de planos de saúde baseada na internet em que os consumidores podem comparar preços e adquirir planos. Oferece também subsídios para permitir que pessoas com renda limitada possam adquirir planos de saúde.

Isso representa maior responsabilidade para os consumidores, que terão que tomar decisões quanto à sua cobertura de saúde. Para tomar essas decisões, os consumidores precisarão de informações, que serão oferecidas pelas seguradoras. A seguradora que costumava atender clientes corporativos agora deverá mudar seu modelo de negócios para atender indivíduos. Agora que as seguradoras estão na área de consumo, elas devem utilizar as mais recentes ferramentas, como aplicativos para celulares, para oferecer informações relevantes e, assim, ampliar a comercialização e a realização de venda cruzada e incrementada de diversos produtos. Elas devem também realizar análises de grandes volumes de dados para descobrir informações sobre seus clientes em potencial.

Este é apenas um dos muitos exemplos de como o mundo está mudando graças a um maior acesso à informação. Espero que possamos fazer isso com responsabilidade, por meio da inovação social, para que os menos afortunados entre nós não sejam deixados para trás.

Sobre a Hitachi Data Systems

A Hitachi Data Systems proporciona tecnologias da informação, serviços e soluções que auxiliam as empresas a reduzirem custos com TI, aumentarem a agilidade e inovarem por meio da informação, permitindo que seus clientes façam a diferença no mundo. Os clientes da HDS ganham um substancial retorno de investimento, inigualáveis retornos de ativos com forte impacto nos negócios. Com aproximadamente 5.900 funcionários ao redor do mundo, a Hitachi Data Systems atua em mais de 100 países. Seus produtos, serviços e soluções são confiados pelas empresas líderes no mercado global, incluindo mais de 70% da lista Fortune 100 e mais de 80% da Fortune Global 100. Visite http://www.hds.com/br/.

Sobre a Hitachi, Ltda.

A Hitachi Ltda (TSE:6501), sediada em Tóquio, Japão, é uma empresa líder global em eletrônicos com aproximadamente 320.000 funcionários ao redor do mundo. As receitas consolidadas do ano fiscal de 2011 (terminado em 31 de março de 2012) totalizaram 9.665 bilhões de Yenes (117.8 bilhões de dólares). A Hitachi focará mais do que nunca na área de inovação social, que inclui sistemas de informação e telecomunicações, sistemas de energia e sistemas ambientais, industriais e de transporte, além de sistemas sociais e urbanos, assim como materiais para o apoio desses sistemas. Para mais informações sobre a Hitachi, visite http://www.hitachi.com.

Informações para a imprensa:
Rosa Arrais Comunicação
Tel.: (11) 3672.3531
Tales Rocha – ramal 21 ou (11) 97557-9519
tales@rosaarrais.com.br

Você está no lugar certo!

Hitachi Data Systems, Pentaho e Hitachi Insight Group agora são uma só empresa: Hitachi Vantara.

Obtenha mais soluções e inovações em dados de um parceiro que você pode confiar.